ENTRETENIMENTO A SERVIÇO DA EDUCAÇÃO E DA ESPIRITUALIDADE

A MENSAGEM DA HELLO KITTY

 

É a grande final do programa de televisão. Você já passou por todas as fases, respondendo perguntas diversas, e chegou à questão que pode lhe dar R$ 1 milhão. Só precisa acertar mais uma resposta, nada além disso. Então, no moderno telão, aparece a seguinte pergunta:

O que é a Hello Kitty?
(a) uma gatinha branca
(b) uma menina vestida de gatinha branca
(c) uma máquina de fazer dinheiro
(d) uma paranoia religiosa
(e) uma mensagem de amor

Qual seria a sua resposta?

Um documentário exibido pela Netflix (“Brinquedos que marcam época”) traz muitos detalhes sobre a personagem – e esclarece polêmicas.

Está lá a informação de que a Hello Kitty surgiu na decoração de um porta-moedas transparente, de plástico, em 1974. Um produto barato, entre tantos que serviam como pequenos presentes, ou ‘mimos’. É que faz parte da tradição japonesa presentear alguém, mesmo que seja como algo barato, nas relações pessoais ou de negócios.

Primeiro produto com a Hello Kitty

A Sanrio ganhou destaque nesse ramo, levando adiante o lema do fundador da empresa, Shintaro Tsuji: “presente pequeno, sorriso grande”. E foi assim, entre sorrisos cada vez maiores, que a Hello Kitty conquistou primeiro o Japão. Depois, veio a invasão dos Estados Unidos e até das terras brasileiras.

Não é difícil de entender porque meninas, jovens e mulheres gostam tanto da personagem fofinha. Difícil mesmo é explicar como ela pode ser uma gatinha branca e TAMBÉM uma menina vestida de gatinha branca!!! O fato é que, para o público em geral, a Hello Kitty era uma gatinha branca. Pelo menos até agosto de 2014, quando a Sanrio declarou que ela se trata de uma menina, que gosta de se vestir como uma gatinha branca! A comoção foi tanta pelo mundo que, dois dias depois, um porta-voz da empresa teve que se manifestar e dizer que a Hello Kitty foi feita “com a ideia de ser uma gata” e que dizer que ela não é uma gata é ir longe demais: “Hello Kitty é a personificação de um gato”. Os fãs ficaram mais calmos – e, ainda assim, confusos.

Afinal, a personagem já havia sido envolvida em outra polêmica, anos antes, por volta de 2005. Tudo por causa de uma teoria conspiratória, que circulou na Internet. Diz o texto que a Hello Kitty é fruto de um pacto de uma mulher com o diabo. Mãe de uma menina com câncer na boca, ela teria pedido que a filha fosse curada em troca da criação de uma personagem que ‘afetaria o mundo todo’. Haja imaginação…

E não são apenas as polêmicas que alcançam dimensões globais. A Hello Kitty é uma gigante na hora de trazer lucros. As vendas da Sanrio, em 2017, alcançaram o equivalente a US$ 567 milhões. São cerca 50 mil produtos e 15 mil lojas pelo planeta, que fazem da marca a sexta maior licenciadora do mundo, atrás apenas de empresas como a Disney e a Mattel.

Tudo por conta de “um presente pequeno, que pode trazer um sorriso grande”.

A Bíblia ensina algo semelhante. Jesus disse que no céu existe mais alegria por um pecador que se arrepende ‘do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se’ (Lucas 15:7). Alegria grande, por uma conversão apenas. Algo bem diferente do que se ensina por aí…

Então, a Hello Kitty é, sim, alternativa ‘a’ uma gatinha branca, e ‘b’, uma menina vestida de gatinha branca.

E ainda ‘c’ uma máquina de fazer dinheiro. Também é ‘d’ o fruto de uma paranoia religiosa, infelizmente.

Mas a Hello Kitty é ainda a alternativa ‘e’, uma mensagem de amor.

Shintaro Tsuji, fundador da Sanrio

Shintaro Tsuji diz que existem 3 lições na personagem. A primeira é que você precisa ser amado e deve ser gentil com outras pessoas para ser amado também. A segunda, ilustrada pelo laço de fita, na cabeça da personagem, é que todos precisamos de conexões humanas. E a última, que está no fato da Kitty não ter uma boca, indica que nós precisamos nos expressar com ações, não apenas com palavras.

Não é que tudo isso pode ser encontrado na fé cristã também?

“Ame ao teu próximo como a ti mesmo.” (Mateus 22:39)

“Ora, assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, formam um só corpo, assim também com respeito a Cristo.” (1 Coríntios 12:12-13)

“E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos (…) Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo.” (Atos 2.42-47)

Ou seja, se você respondesse qualquer alternativa, venceria o prêmio. E ainda aprenderia grandes mensagens, de uma pequena gatinha.

Baixar em PDF