ENTRETENIMENTO A SERVIÇO DA EDUCAÇÃO E DA ESPIRITUALIDADE

Textos de apoio

KINGDOM HEARTS III E O CORPO DE CRISTO

KINGDOM HEARTS III E O CORPO DE CRISTO

O tema central deste jogo de RPG de sucesso é este: é preciso uma comunidade ampla e variada para defender a luz. Se você tentar fazer isso sozinho, irá falhar. E não é isso que a Bíblia ensina também?

Ler mais

PROCURANDO ALGUÉM PARA DEVORAR

PROCURANDO ALGUÉM PARA DEVORAR

A Bíblia nos fala de um inimigo mortal, que espreita ao nosso redor, no mundo espiritual. Como o grande tubarão branco do cinema, nosso adversário, o diabo, é astuto, perigoso e está procurando alguém para devorar.

Ler mais

O URSINHO POOH E OS TRANSTORNOS MENTAIS

O URSINHO POOH E OS TRANSTORNOS MENTAIS

Pesquisadores encontraram indícios de que as divertidas histórias do Ursinho Pooh tratam também de saúde mental. Cada personagem do desenho representa um transtorno - que pode afetar qualquer pessoa, em qualquer época da vida.

Ler mais

O PLANETA DOS MACACOS E O EXISTENCIALISMO

O PLANETA DOS MACACOS E O EXISTENCIALISMO

Com base na ideia de que a vida é um absurdo, que vamos viver presos numa jaula à espera da redenção, o filme O Planeta dos Macacos vai se desenrolar até chegar ao ápice, quando mostra o desencanto do homem que espera um outro mundo, estando, ao contrário, no único mundo possível.

Ler mais

O PINKY E O CÉREBRO

O PINKY E O CÉREBRO

Há neste desenho animado uma parábola pós-moderna das relações eclesiásticas, dos interesses que permeiam a cristandade evangélica dos nossos dias. Continuemos seguindo a Jesus, que não precisa “tentar dominar o mundo".

Ler mais

OS AZARADOS DOS QUADRINHOS

OS AZARADOS DOS QUADRINHOS

Os quadrinhos tem muitos exemplos de azarados. Donald, Homem-Aranha e os Addams são alguns destes que, diariamente, passam pelo revés generalizado. Mas como podem acontecer coisas ruins a pessoas boas?

Ler mais

SEM MENTIRAS, O QUE SERIA DAS RELAÇÕES?

SEM MENTIRAS, O QUE SERIA DAS RELAÇÕES?

“Há muitas coisas que, se as crianças soubessem, seriam difíceis de entender”, diz Paul Ekman, professor emérito de Psicologia da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA). “Nem toda a omissão, especialmente de pais para filhos, é malévola”.

Ler mais