ENTRETENIMENTO A SERVIÇO DA EDUCAÇÃO E DA ESPIRITUALIDADE

CARA-DE-BARRO

KPADSTKCARADEBARRO

Qual o seu grau de habilidade para fazer esculturas de barro ou argila?

Você é daquelas pessoas com capacidade de construir, com precisão, pequenos animais ou vasos? Ou é daquelas que mexem e remexem a massa e só conseguem fazer uma coisa sem forma definida, por mais que insista?

Durante os séculos a humanidade descobriu que não são todos os tipos de barro que podem ser trabalhados. Os bons artesãos sabem identificar a matéria-prima ideal, que será curtida, moldada, banhada e até queimada. Um erro, por menor que seja, numa dessas etapas, pode fazer o objeto se partir.

Agora, imagine ter um corpo inteiro feito desse tipo de barro, que pode ser moldado, modificado pelo pensamento!

CARADEBARRO5Nas histórias em quadrinhos do Batman surgiu, em 1940, um vilão chamado “Cara de Barro”. Ele é Basil Karlo, um ator que enlouqueceu e ganhou a habilidade de controlar cada pequena parte do seu corpo. O “Cara de Barro” pode copiar a fisionomia de outra pessoa ou transformar sua mão, por exemplo, num gigantesco martelo. Durante sua vida ele já enfrentou mais de uma dezena de heróis e sempre foi parar nas celas do Asilo Arkham. Até que, nas mãos do escritor James Tynion IV se tornou aliado do Batman.

E sabe qual o ponto fraco dele? Como qualquer escultura, o “Cara de Barro” pode ser quebrado. Bombas de impacto ou um soco bem dado tiram os braços. Um jato de água mais forte faz ele derreter. Uma bomba criogênica e, pronto, o corpo está congelado, imóvel. Mas nada disso o mata. É só deixar o “Cara de Barro” ser curtido, com um pouco de água, que ele logo estará recuperado, refeito.

Essa possibilidade de reconstrução do barro é tão maravilhosa que até foi usada por Deus, para enviar uma mensagem.

Cerca de 600 anos antes de Jesus nascer houve um profeta, chamado Jeremias (que não é aquele que ficou famoso no Youtube, certo?).

Um dia, Deus disse a ele:

“Vá à casa do oleiro, e ali você ouvirá a minha mensagem”.

Jeremias foi, então, à casa do oleiro e o viu trabalhando na moldagem do barro.

“Mas o vaso de barro que ele estava formando estragou-se em suas mãos; e ele o refez, moldando outro vaso de acordo com a sua vontade. Então Deus dirigiu-me a palavra: ‘Ó comunidade de Israel, será que não posso eu agir com vocês como fez o oleiro?’” (Jeremias 18:1-6).

CARADEBARRO4

Deus queria que o profeta entendesse que ele, o Criador, tem nas mãos o poder para moldar qualquer pessoa, transformando-a em um algo belo, para Sua glória. Nesse processo, é possível que o primeiro trabalho não fique bem-feito. Então será preciso esmagar novamente o barro, esmurrando-o para que todo ar e impurezas sumam. E novamente o processo de moldagem irá se iniciar.

E isso será feito de novo, e de novo… até que o resultado seja o melhor que o oleiro possa fazer. Só então esse vaso estará preparado para encarar o forno, secar e endurecer.

Na música “Meu Mundo é o Barro” o grupo brasileiro O Rappa conta a história de um homem que tenta recomeçar a vida. Pedindo licença, o ‘Zé’ se apresenta como um cara sem trabalho, nem passe, nem classe, novo aqui. Sem padrinho, sem plano – sozinho. Mas com fé.

“Tentei ser crente
Mas, meu Cristo é diferente
A sombra Dele é sem Cruz, dele é sem Cruz
No meio daquela luz, daquela luz

E eu voltei pro mundo aqui embaixo
Minha vida corre plana
Comecei errado, mas hoje eu tô ciente
‘Tô tentando se possível zerar do começo e repetir o play”

O ‘Zé’ entendeu que o Cristo, verdadeiro, não ficou na cruz. E que o Filho de Deus, que também foi condenado pela lei, pagou o preço – e um preço ainda maior, por todos nós.

Jesus fez isso para que você, eu e o ‘Zé’ pudéssemos “zera do começo e repetir o play”. Porque quando Deus desmancha um vaso, pra fazê-lo de novo, não sobra nada da escultura anterior. Foi apagada, amassada, extinta. É do zero, página em branco, ficha limpa, sem culpa.

Você pode moldar a sua vida como quiser – como o “Cara de Barro”.

Ou pode deixar Deus operar em você.

Baixar em PDF