ENTRETENIMENTO A SERVIÇO DA EDUCAÇÃO E DA ESPIRITUALIDADE

6 DESENHOS PARA DESPERTAR A CONSCIÊNCIA

Publicado em Universa

É uma preocupação natural dos pais saberem o que seus filhos estão assistindo na TV ou na internet. Isso porque muitas vezes o conteúdo consumido pelas crianças vem de uma fonte desconhecida, que pode trazer mensagens ou situações que não são indicadas para o público infantil.

Pensando nisso, fizemos uma lista com filmes e animações que ajudam a despertar a espiritualidade e a consciência não só das crianças, mas também dos adultos. Escolha seu roteiro, prepare a pipoca e divirta-se com os pequenos!

ParaNorman

Que criança deseja ter o poder de enxergar e conversar com os mortos? Talvez nenhuma! Por mais assustadora que a ideia possa parecer, para Norman, o filho mais novo da família Babcock, é comum conversar com quem não pode ser visto pelos outros.

Acontece que ao ser pego falando “sozinho” por seus colegas do colégio e até pela própria família, o garoto começa a sofrer bullying e ganha a fama de esquisitão do pedaço. Desse jeito, as amizades começam a ficar cada vez mais escassas e Norman se apega aos espíritos que o rodeiam, além de Neil, garoto nerd que fica curioso com a mediunidade do amigo.

Até então incomodado com sua paranormalidade, Norman vê que isso pode ser útil quando seu tio traz a missão de desfazer uma maldição que fez com que algumas pessoas ficassem presas à culpa nesta vida, sem conseguir descansar ou encerrar suas missões. É quando começa a aventura deste pequeno paranormal, o único com as habilidades necessárias para quebrar a maldição.

 

Steven Universe

Steven é um menino um pouco diferente das outras crianças de sua idade. Filho de pai humano com a líder das Crystal Gems, a Quartzo Rosa, ele carrega consigo a pedra preciosa de sua mãe, que abandonou sua forma física quando ele nasceu.

Vivendo em meio às outras Crystal Gems em uma casa à beira-mar, Steven acompanha de perto o trabalho dessas guerreiras, que levam nomes de cristais e protegem a humanidade de ameaças e monstros paranormais. As Gems que cuidam de Steven são a Granada, a Ametista e a Pérola.

Enquanto não descobre sua verdadeira missão e tem acesso aos seus poderes, o garoto se aventura com seu leão mágico de estimação, sua amiga Connie e seu pai. Metade humano, metade cristal, ele vai aprender aos poucos como salvar o mundo com as incríveis habilidades herdadas de sua mãe. Cada guerreira Gem reflete as propriedades e características dos cristais que levam como nome.

 

Kung Fu Panda

Fascinado por Kung Fu, o urso panda Po não leva muito jeito para a arte marcial, mas ainda assim gosta de praticar de uma maneira bem pessoal e um pouco desajeitada. Seu maior sonho é conhecer os Cinco Furiosos, mestres do Palácio de Jade que foram treinados por Shifu, o melhor mestre de Kung Fu da China.

Enquanto trabalha no restaurante de sua família, Po resolve investir nessa vontade de infância e tenta uma aproximação com Shifu. Aconselhado por seu professor, uma sábia tartaruga anciã, o mestre resolve chamá-lo para treinar, mesmo não acreditando no potencial do panda.

Mal imagina ele que Po pode se tornar o Dragão Guerreiro e defender o Vale da Paz do traiçoeiro leopardo da neve, Tai Lung. A trilogia fala sobre missão de vida. Além de mostrar fundamentos da cultura oriental, traz a mensagem de que estar consciente no momento presente e assumir seu poder interno é a chave mais preciosa da vida.

 

Moana

Filha do chefe de uma tribo da Oceania, Moana é uma garota que desde pequena tem uma relação muito íntima com o mar. Seu maior sonho é desbravar o que há por trás daquele horizonte azul que tanto a chama.

Enquanto coleta conchas perto do oceano, ela descobre uma pequena pedra misteriosa, sem saber que, na verdade, é o coração de Te Fiti, deusa que deu vida à ilha onde ela mora. Esse coração foi roubado por um semideus e oferecido aos humanos no intuito de conseguir poder e admiração.

Depois de alguns anos, Moana é indicada por seu pai para ser a nova chefe da ilha, que começa a sofrer devido a uma maldição antiga. Para salvar seu povo e influenciada por sua avó, Moana embarca em uma aventura pelo oceano. Nessa jornada, ela tem um encontro com seus antepassados atrás da queda de uma cachoeira e consegue resgatar, em si mesma, a história de seu povo e uma força ancestral para defendê-lo.

 

Festa no Céu

Tudo começa com um grupo de crianças muito bagunceiras que são castigadas pelo seu mau comportamento com uma visita guiada ao museu. Chegando lá, elas se deparam com uma guia um pouco diferente, que resolve levá-las para conhecer o “Livro da Vida”, um verdadeiro manual com todas as histórias do mundo.

A história escolhida por ela é a do Dia dos Mortos, data folclórica e celebrativa para o povo mexicano, que acredita ser um dia em que os portais entre vivos e mortos estão abertos. Baseado nessas tradições, o filme aborda os Três Mundos: o dos vivos, o dos lembrados e o dos esquecidos.

Manolo é o personagem que passeia por essas três realidades diferentes quando se vê dividido entre seguir o que o seu coração quer e o que a sua família deseja. Assim, ele conduz o espectador a conhecer outras realidades, com Deuses e histórias que mostram uma outra visão sobre a história da humanidade.

 

DivertidaMente

Sucesso aclamado pelo público e pela crítica, o filme fala primordialmente de sentimentos e sobre como a consciência das crianças vão se desenvolvendo ao longo da vida através deles.

A personagem condutora da história é Rilley, uma garota de 11 anos que precisa lidar com mudanças bruscas em sua realidade quando vai para outra cidade com sua família. Ela acaba descobrindo um novo mundo de sensações, sem imaginar que, dentro do seu cérebro, diversas emoções convivem em uma verdadeira sociedade organizada.

Uma confusão na sala de controle, porém, faz com que a Tristeza seja expelida para fora de lá e a comandante Alegria precisa correr para equilibrar essa situação. O diretor do filme buscou ajuda de psicólogos e neurologistas para preparar o roteiro, que mostra claramente que não existe um sentimento melhor do que o outro. Todos são importantes para manter o funcionamento mental de cada indivíduo, assim como nossas memórias.

 

Por CAMILA EIROA, em colaboração para Universa.

Baixar em PDF